Muitas das crianças diagnosticadas com perturbação do espectro do autismo revelam dificuldades de alimentação, seja por obsessão por determinados alimentos, seja por restrição alimentar. Com frequência, ouvimos relatos de pais de que isto afeta a saúde, a socialização, entre outros. Assim, de forma a aumentarmos este reportório alimentar, recomenda-se uma exposição gradual a novas comidas num ambiente neutro.

É importante escolher 1 a 4 tipos de comida para expor (pedaços pequenos de preferência e iniciar com uma que tenha textura similar à sua preferida).

Fases de dessensibilização:

  1. Tocar
  2. Agarrar
  3. Cheirar
  4. Provar
  5. Lamber
  6. Comer

 

Vá reforçando qualquer aproximação e contato com a nova comida.

Após alguns sucessos na fase objetivo, reforce sempre e passe para a fase seguinte e assim sucessivamente. Na última, quando já obteve alguns sucessos, aconselhamos que aumente a quantidade de comida de forma gradual.

É importante continuar na mesma fase se a criança revelar recusa ou até os sintomas desaparecerem.

E lembre-se: Repetir, Esperar, Insistir, Nunca Desistir!